• Gilberto Cardoso

Terapias Complementares

(breve esclarecimento)





Há em nossa sociedade, eu diria, um "vício" por cura. Este vício nos impede de percebermos um contexto mais amplo das situações vividas. Sempre digo às pessoas com as quais tenho a oportunidade de falar sobre o tema, que, libertar-se desse paradigma é o mais importante.


Toda a busca por religião, filosofia, práticas místicas, etc, está correlacionada ao vício da cura. Há aí, um fator muito perigoso.



O que precisamos entender sobre o Terapeuta Complementar?

Não se trata de uma área religiosa, filosófica, muito menos alopática. O Terapeuta Complementar nunca irá lhe julgar ou direcionar, tampouco funcionará como antibiótico, anti-inflamatório, anti isso ou anti aquilo.


Antes de procurar por um Terapeuta Complementar sério, tenha em mente o seguinte. Você vive um processo de experiência neste momento. Essa experiência, em nada, absolutamente nada tem a ver com suas crenças. Ou seja, suas crenças, como a própria palavra diz "são crenças".


Neste momento você deve ter se questionado: "como assim?" Se creio em algo...


O que quero dizer é, crer é um ponto de vista, mas independentemente dele, do ponto de vista, a experiência ocorre.


Ou seja, há algo chamado "auto-conhecimento", que, como o próprio nome diz, trata-se de um processo seu que poderá ser desenvolvido ou no isolamento da vida numa montanha, ou na metrópole, no meio das multidões.


O que somos, em termos de organismo, todos somos, independentemente de crença.

Ou seja, seus meridianos estão ativos quer você aceite ou não.



Mas qual é então o papel do Terapeuta?

Ora, o Terapeuta consciente, nunca lhe dará "receita pronta", tampouco, lhe "direcionará" nessa ou naquela prática, nunca lhe dirá, vá por aqui ou por alí. O Terapeuta Complementar tem e sempre terá o singelo, simples e humilde papel de auxiliar na abertura de tua consciência. O caminho e a forma de tuas passadas, são tua responsabilidade.


Esta temática ainda é muito confundida por todos. Isso se dá pela grande energia do imediatismo amplamente difundida em nosso meio e crescendo velozmente. Abra seu Facebook e verás inúmeros pseudo- terapeutas prontos para te salvar, ao que te digo, de coração "não há salvação nesta salvação." e estão usando este gancho por saberem o quanto ele é forte no imaginário humano.


Não busque salvação, busque auto-conhecimento.


(Observe o quanto sua psique reage à palavra salvação. Perceba que a salvação proposta pelas religiões é algo do plano Divino, portanto, o Divino pode salvar, um homem não. Ou seja, devemos buscar o conhecimento mas essa busca é íntima e pessoal.)



"O papel do Terapeuta é te auxiliar a ver que está chovendo lá fora, se vais querer sair pra tomar banho de chuva correndo pelo pátio descalço ou não...isso é com você."




Gilberto Cardoso

Massoterapeuta

18 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Corpo.